Frio: Lisboa e Porto já ativaram plano para sem-abrigo

AUTOR

Redação / Agência Lusa

Frio: Lisboa e Porto já ativaram plano para sem-abrigo

today 05 de fevereiro de 2018

Portugal continental terá temperaturas mais baixas, ao longo desta semana, que podem chegar aos sete graus negativos, alerta o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), que coloca vários distritos em alerta amarelo.

O IPMA chama a atenção para temperaturas especialmente baixas entre terça e quinta-feira, com as mínimas a poderem chegar a sete graus negativos em locais do interior norte e centro.

Todo o continente vai estar sob aviso amarelo (o menos grave) devido ao frio,  desde segunda-feira e até às 09h00 de quarta-feira.

O IPMA explica que uma região anticiclónica na zona dos Açores e uma depressão sobre a Península Ibérica estão a transportar uma massa de ar "muito frio e seco".

 

LISBOA E PORTO COM PLANO DE CONTINGÊNCIA PARA OS SEM-ABRIGO

Em Lisboa, as estações de metro do Rossio, Saldanha, Oriente e Intendente estarão abertas durante a noite, já a partir de segunda-feira, para receber pessoas em situação de sem-abrigo. 

De acordo com Ricardo Robles, o verador dos Direitos Sociais da Câmara Municipal de Lisboa, o plano de contingência "geralmente só é ativado quando existem mais de dois dias seguidos com temperaturas abaixo dos 3º graus, mas a autarquia decidiu antecipar as medidas de apoio previstas nestas situações devido à previsão de frio para esta semana". 

Assim sendo, a partir das 19h00 desta segunda-feira, a Câmara de Lisboa vai abrir o Pavilhão Municipal Manuel Castelo Branco, na freguesia de São Vicente, disponibilizando assim espaços de higiene, comida e agasalhos.

As equipas de rua estão já avisar os sem-abrigo sobre os locais onde se podem dirigir e os apoios que podem ter nos próximos dias, em que as temperaturas estarão mais baixas.

"Também estarão abertas as estações de metro do Rossio, Saldanha, Oriente e Intendente, já a partir de segunda-feira, durante toda a noite", adianta o vereador Ricardo Robles. 

No Porto, a autarquia decidiu, esta segunda-feira, acionar o plano de contingência para os sem-abrigo devido ao frio, que inclui o fornecimento de bebidas quentes e a abertura noturna de estações do metro.

O gabinete de comunicação da Câmara do Porto adianta que em caso de situações climatéricas adversas, como frio extremo, “o antigo Hospital Joaquim Urbano, atualmente a funcionar como centro de acolhimento, está preparado para receber os sem-abrigo, prestando cuidados primários de saúde e fornecendo comida e bebidas quentes”.

Este ano, salienta a autarquia, “com a colaboração do Exército, a capacidade de acolhimento será reforçada com camas suplementares”.

À semelhança do que já tem acontecido em anos anteriores, também “as estações de metro do Bolhão e da Casa Música são abertas durante a noite para dar abrigo e minorar as condições adversas provocadas pelo frio”.

“Na rua, durante a noite, as equipas de ação social irão distribuir cobertores e bebidas quentes”, adianta a Câmara do Porto.

 

TERMÓMETROS AINDA MAIS BAIXOS A PARTIR DE TERÇA-FEIRA

Entre terça e quinta-feira as temperaturas vão descer ainda mais, com temperaturas mínimas no interior norte e centro a atingirem valores entre os dois e os sete graus negativos, com as máximas a oscilarem entre os dois e os oito graus Célsius. 

No resto do continente a temperatura máxima deverá variar entre os 10 e os 13 graus e a mínima entre os zero e os cinco graus.

Para segunda-feira estão previstas temperaturas mínimas de três graus negativos nos distritos de Bragança e Guarda e um grau negativo no distrito de Leiria.

Na terça-feira os distritos de Bragança e Guarda podem ir aos cinco graus negativos, com a temperatura máxima na Guarda a não subir dos dois graus, segundo as previsões do IPMA.

Na terça-feira locais dos distritos de Vila Real, Viseu, Coimbra e Leiria deverão ter também temperaturas mínimas negativas.

Mais Notícias

Passou
Onde Ouvir a Smooth FM
Linha Verde Trânsito Smooth FM