AUTOR

Agência Lusa

Governo afasta cenário de fechar urgência pediátrica do Garcia de Orta à noite

today 06 de fevereiro de 2019

O Ministério da Saúde assegura que o encerramento à noite da urgência pediátrica do Hospital Garcia de Orta, em Almada, está "fora de questão", embora reconheça o problema da falta de médicos e a dificuldade de fazer escalas de serviço.

Em declarações aos jornalistas após a audição realizada pela comissão parlamentar de Saúde, a ministra Marta Temido disse que os turnos da noite na urgência pediátrica do Garcia de Orta estão a ser assegurados por um pediatra, que é acompanhado, embora não no banco da urgência, por dois outros pediatras que estão de serviço à unidade neonatal do hospital.

A ministra admite que a "situação está longe de ser a ideal" e que está, em conjunto com o hospital, a trabalhar para encontrar alternativas.

Marta Temido recordou que está a decorrer o concurso para colocar no Serviço Nacional de Saúde recém-especialistas e que o Garcia de Orta tem duas vagas atribuídas que podem ajudar a resolver o problema da urgência pediátrica.

As declarações da ministra surgem na sequência de uma denúncia do bastonário da Ordem dos Médicos, que alertou para o risco de encerramento da urgência pediátrica daquele hospital durante o período noturno devido à escassez de médicos.

A ministra da Saúde lembra que o Garcia de Orta perdeu, no último ano, nove pediatras, nomeadamente para o setor privado, e que a diminuição de profissionais veio pôr em causa as escalas normais de trabalho.

Contudo, Marta Temido assegura que "está fora de questão" encerrar a urgência pediátrica durante a noite e que qualquer dificuldade "será sempre acautelada na rede do Serviço Nacional de Saúde".