AUTOR

Agência Lusa

Sri Lanka: MNE lamenta morte de português

today 21 de abril de 2019

O ministro dos Negócios Estrangeiros lamentou hoje a morte de um português nos atentados em igrejas e hotéis no Sri Lanka, sublinhando a "determinação em combater o terrorismo sob todas as formas".

"Lamentamos profundamente a morte de um cidadão português no Sri Lanka, que se encontra entre as vítimas dos atentados ocorridos hoje nesse país. Expressamos as nossas condolências à sua família", lê-se num dos três 'tweets' do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE), Augusto Santos Silva.

O MNE afirma ainda que a solidariedade do Governo "está com as vítimas, o povo e as autoridades": "A nossa determinação é combater o terrorismo sob todas as formas", conclui.

"O Governo português condena nos termos mais veementes os cobardes atentados que atingiram, hoje, igrejas e hotéis no Sri Lanka, causando a morte a muitas dezenas de pessoas".

Até ao momento há registo de sete explosões que provocaram 158 mortos, entre os quais um português.

A capital, Colombo, foi hoje alvo de pelo menos cinco explosões: em quatro hotéis de luxo e uma igreja. 

Duas outras igrejas foram também alvo de explosões, uma em Negombo, a norte da capital e onde há uma forte presença católica, e outra ao leste do país.

As primeiras seis explosões ocorreram "quase em simultâneo", pelas 08:45 (03:15 em Portugal), de acordo com fontes policiais citadas por agências internacionais.

O último balanço da série de explosões aponta para 158 mortos, entre os quais 35 estrangeiros, sendo um português, e mais de 400 feridos.