Keith Richards admite à Rolling Stone o quanto admirava Chuck Berry

AUTOR

Redação

Keith Richards admite à Rolling Stone o quanto admirava Chuck Berry

today 05 de abril de 2017

Keith Richards deu uma longa entrevista à Rolling Stone americana onde falou sobre a admiração e relação profissional e de amizade que mantinha com Chuck Berry que morreu em Março.

No testemunho, o guitarrista dos Rolling Stones lembra o dia em que Chuck Berry lhe deu um soco na cara. "Fui vê-lo a tocar em Nova Iorque. No fim do concerto, fui ter ao camarim dele onde a guitarra estava guardada num saco. Não resisti, peguei-lhe e comecei a dedilhá-la. Entretanto ele entrou no camarim e, quando me viu, deu-me um soco no olho esquerdo". E, na entrevista, ficamos a saber que este não foi o único momento de pancadaria entre ambos. "Houve outro dia em que ele me expulsou ao pontapé do palco. E eu encaro isso como um elogio, se eu fosse outro qualquer ele nem me dava importância", relata Keith Richards.

Apesar destes momentos, o guitarrista recorda-o como alguém calroso. "Chuck foi avô de nós todos. Mesmo para um guitarrista de rock, provavelmente a nossa influência foi mesmo o Chuck Berry. Ele é rock and roll na pura essência da coisa", descreve.

Como exemplos das grandes habilidades líricas de Berry, Richards cita 'Too Much Monkey Business', 'Jo Jo Gunne', 'School Days', 'Back in the U.S.A.' e aponta 'Memphis, Tennessee' como "uma canção que tem uma beleza própria, uma ternura intrigante".

Sbre a morte de Berry, Richards admite ainda que "atingiu-me com mais força do que eu esperava. Ele era incrivelmente versátil na música; tocava de tudo".

Mais Notícias

Passou
Onde Ouvir a Smooth FM
Linha Verde Trânsito Smooth FM