MUSEUS / EXPOSIÇÕES / MONUMENTOS

MUSEUS / EXPOSIÇÕES / MONUMENTOS

EXPOSIÇÃO GIACOMETTI E LINDBERGH
Giacometti e Lindbergh em exposição no Museu da Misericórdia do Porto
Vai inaugurar dia 15 de abril a exposição "Alberto Giacometti - Peter Lindbergh. Capturar o Invisível", no Museu e Igreja da Misericórdia do Porto.
Este projeto traz "pela primeira vez, a Portugal uma exposição que junta fotografias inéditas das obras do escultor suiço Alberto Giacometti, realizadas pelo fotógrafo e realizador alemão Peter Lindbergh. A mostra vai apresentar também algumas fotografias consagradas da carreira do fotógrafo de moda, entre as quais se destacam as da modelo Naomi Campbell e das atrizes Uma Thurman e Julianne Moore.
Pode ver esta exposição até 24 de setembro.

EXPOSIÇÃO FOTOGRAFIA VIVIAN MAIER
Vivian Maier (1926-2009) nasceu em Nova-Iorque, passou a infância em França e voltou aos Estados Unidos, onde trabalhou por mais de 40 anos como babysitter.  
Nos tempos livres fotografava as ruas e as pessoas da cidade de Nova-Iorque. Esse trabalho só foi descoberto recentemente (em 2007) e é composto por mais de 120 000 negativos, filmes em Super 8 e 16 mm, várias gravações, fotografias diversas, e uma multitude de filmes por revelar.  
Pode ver esse trabalho no Centro Cultural de Cascais, até 18 de maio, numa "mostra inédita" em Portugal.

MUSEU DO ALJUBE:  EXPOSIÇÃO TEMPORÁRIA 8998 POMAR
Um feliz encontro entre o Atelier-Museu Júlio Pomar e o Museu do Aljube Resistência e Liberdade deu origem a esta exposição onde se apresenta uma seleção de diferentes núcleos de desenho, gravura e pintura, mas também documentos alusivos a obras e episódios de censura que remetem para o período de clausura, e de perseguição pela PIDE ao pintor Júlio Pomar. Poucos ainda sabem, ou melhor, menos dos que seria necessário, que o pintor foi o preso n.º 8998 do Registo Geral de Presos da PIDE, e que esteve preso em Caxias, entre março e agosto de 1947, devido à sua participação em ações de resistência ao regime. Entre 8 de abril a 30 de junho.

MUSEU DO ALJUBE:  VISITA ORIENTADA À EXPOSIÇÃO DE LONGA DURAÇÃO
Os visitantes iniciam o percurso museológico no memorial de homenagem aos presos políticos e no painel sobre a história do edifício; no piso 1, a caracterização do regime ditatorial português (1926-1974), os seus meios de repressão e opressão (a censura, as polícias e os tribunais políticos). No piso 2, a resistência das oposições (semi-legais e clandestinas), a prisão, a tortura, os curros de isolamento. No piso 3, a luta anticolonial e os movimentos independentistas de libertação, o derrube da ditadura e o 25 de Abril de 1974. Dias 24 e 25 de abril, necessita de inscrição prévia: inscricoes@museudoaljube.pt

MUSEU DO HOLOCASTO PORTO
Já abriu o primeiro espaço da Península Ibérica dedicado ao Holocasto.
Criado pela Comunidade Judaica do Porto (CIP/CJP), o Museu do Holocausto do Porto ocupa um espaço de 500 metros quadrados, onde os visitantes pode visitar a reprodução dos dormitórios de Auschwitz, corredores com a narrativa completa e fotografias e ecrãs com filmes reais sobre o antes, durante e depois da tragédia. 
Situa-se na Sinagoga Kadoorie Mekor Haim e tem entrada gratuita até junho.

ART EXPERIENCE GALLERY - ONLINE
A ARt Experience é uma iniciativa que explora um novo conceito de interação com a cultura, aproximando as pessoas e a arte.
A primeira artista em destaque nesta galeria online é a ilustradora Teresa Rego: https://artexperience.pt/#/artists/teresarego 
 

ARQUIVO SONORO DIGITAL - ONLINE
No Museu do Fado pode ouvir repertórios e Registos Sonoros desde o Início do Século XX.

MUSEU DE LISBOA - ONLINE
O Museu de Lisboa adaptou a programação e, apesar de estar com os seus espaços encerrados, continua em contacto com o seu público através de vários conteúdos digitais: visitas guiadas, palestras, minidocumentários, pequenas e grandes histórias da cidade contadas pelas nossas peças e pelas pessoas da equipa do Museu de Lisboa.
Pode acompanhar a programação digital no Facebook do Museu de Lisboa

CASA MUSEU MEDEIROS ALMEIDA - ONLINE
Em tempos de confinamento, a Casa-Museu Medeiros e Almeida deixa sugestões para visitar virtualmente a casa museu e aceder às suas novidades.

MUSEU BORDALO A PARTIR DE CASA - ONLINE
O Museu Bordalo Pinheiro tem investido na divulgação digital da obra bordaliana para que todos possam aceder a ela facilmente. Por isso mesmo, através do site, do Facebook ou do Instagram poderá descobrir a imensa obra de Rafael Bordalo Pinheiro e divertir-se sem sair do sofá.

MUSEU DE ARTE CONTEMPORÂNEA AULAS GRATUITAS DE DESENHO - ONLINE
O Museu Nacional de Arte Contemporânea (MNAC), em Lisboa, está a promover aulas gratuitas de desenho online, para ajudar a passar este confinamento.
As primeiras lições, dirigidas pelo professor Nelson Ferreira, já aconteceram e estão disponíveis no seu canal de YouTube.
As aulas acontecem todos os sábados, e para participar só precisa de papel, uma esferográfica, um lápis de carvão e marcadores. 
Basta ir ao canal de YouTube de Nelson Ferreira para acompanhar as aulas, que são dadas em direto.
OS desenhos que fizer em casa vão garantir uma entrada gratuita no museu da próxima vez que lá for, cumprindo o prazo estipulado. Tem dois meses — após o atual confinamento e a consequente reabertura do museu — para ir até ao MNAC sem pagar.

MEMÓRIAS DE LISBOA - ONLINE
A página Memórias de Lisboa é um lugar especial para visitar, especialmente agora que temos que estar em casa. Reúne fotografias incríveis da cidade antes e agora e permite uma experiência interactiva fantástica, onde se percebem as diferenças entre sítios, monumentos ou ruas históricas, que aparecem lado a lado.
O portefólio recorre a imagens de arquivo de espaços como o Arquivo Municipal de Lisboa ou a Gulbenkian e ao trabalho do autor desta ideia, Francisco Seixas, que, não sendo fotógrafo, foi juntando as suas próprias imagens mais atuais destes lugares emblemáticos.
O projeto é um livro em aberto e a ideia é ir acrescentando mais imagens. Fica o convite de fazer este passeio virtual pelo passado e pela passagem dos anos em Lisboa.

VISITAR LISBOA ROMANA - ONLINE
Um bom programa para fazer sem sair de casa, visitar Lisboa Romana através do seu compurtador.
Basta entrar no novo site com informação sobre centenas de vestígios romanos em Lisboa e na sua Área Metropolitana. Uma ferramenta interativa com textos, fotografias, vídeos e animações 3D sobre inúmeros vestígios de uma civilização milenar. Os costumes, a organização política, a economia e as construções de um povo que dominou uma porção significativa do mundo há mais de dois mil anos. As evidências da sua presença no atual território português estão muito concentradas nas regiões mais próximas do rio, provando que o Tejo tinha uma relevância muito significativa para os romanos.
O link directo é https://www.lisboaromana.pt/ 

VISITA VIRTUAL EXPOSIÇÃO RENÉ LALIQUE - GULBENKIAN - ONLINE
Esta é a primeira exposição que a Fundação Calouste Gulbenkian dedica a René Lalique desde 1988, centrada na relação do artista com o vidro. A seleção de cerca de 100 objetos, provenientes da Coleção do Fundador e de outros museus e coleções particulares, reúne joias, peças de ourivesaria, vidros e objetos de design.   Para ver AQUI

VISITA VIRTUAL DE DUAS COLEÇÕES - GULBENKIAN - ONLINE
Coleção do Fundador
Objetos do Antigo Egito, do Oriente Islâmico ou obras de artistas como Rembrandt, Turner, Monet, Rodin ou René Lalique são alguns dos destaques de uma das mais importantes coleções particulares de arte internacional, reunida em vida por Calouste Gulbenkian
Coleção Moderna
Amadeo de Souza-Cardoso, Almada Negreiros, Paula Rego ou Vieira da Silva são alguns dos artistas representados na Coleção Moderna, que reúne uma das mais completas coleções de arte moderna e contemporânea portuguesa, desde o final do século XIX até à atualidade. Para ver AQUI

VISITA VIRTUAL PORTUGAL - ONLINE
E que tal passear pelo nosso país mas sem sair de casa? É o que pode fazer com Portugal em 360º, uma plataforma de visitas virtuais e vídeos, com sugestões culturais que pode escolher por tema, por região ou distrito. Um programa giro para fazer com os mais novos e mostrar-lhes por exemplo os nossos castelos e património. Site directo AQUI

VISITAS VIRTUAIS - Visitar museus sem sair de casa, é uma sugestão que fez e vai continuar a fazer sentido nos próximos tempos. Por isso falamos do que é nacional: 

Museu Nacional de Arte Antiga
É  museu português com mais tesouros nacionais e obras de referência. Pode ver e conhecer pintura, escultura, desenho, ourivesaria, mobília, artes decorativas europeias, arte asiática e africana. Para quem não sabe, o acervo do Museu Nacional de Arte Antiga tem cerca de 40 mil items dos séculos XII a XIX, onde se destacam, por exemplo, os Painéis de São Vicente, de Nuno Gonçalves.

Museu de Arte Contemporânea do Chiado
O Museu de Arte Contemporânea do Chiado fica no convento de São Francisco da Cidade. Pode ver tem uma exposição permanente que atravessa a história da arte em Portugal, uma viagem desde 1850 até à actualidade. 

Palácio Nacional da Ajuda
O Palácio Nacional da Ajuda é monumento nacional desde 1910, destaca-se como a antiga habitação real e museu de artes decorativas, e também enquanto sede de outras instituições portuguesas ligadas à cultura e palco de cerimónias protocolares. 
Pode ver duas exposições online: A primeira chama-se "Da adversidade nasceu um palácio", e conta a história do Palácio, e a segunda "vidros dignos de uma rainha", que mostra a coleção de vidros de Murano da Casa Real Portuguesa, a grande maioria adquiridas por D. Luís e Dona Maria Pia de Sabóia. 

Museu Nacional dos Coches
O Museu Nacional dos Coches tem uma colecção única no mundo e tem mais espaço desde que em 2015 passou para um novo edifício na Avenida da Índia, a poucos metros do antigo Picadeiro Real, a sua primeira morada. Lá pode ver viaturas de gala e de passeio dos Séculos XVI a XIX, a evolução dos coches ao longo da história e muitas outras curiosidades.

Museu Nacional de Etnologia
O Museu Nacional de Etnologia fica no Restelo, por cima do estádio d’Os Belenenses, e inclui uma exposição permanente com sete núcleos temáticos. são mais de 42 mil peças representativas de 80 países dos 5 continentes.

Panteão Nacional
Começou por ser a Igreja de Santa Engrácia, um templo mandado construir em 1568 pela infanta D. Maria, filha do rei D. Manuel I, antes de ser a morada final de ilustres portugueses. As obras demoraram séculos a ficar concluídas e foi só nos anos 1960 que a cúpula assumiu a forma que hoje conhecemos, uma obra a cargo do engenheiro Edgar Cardoso, também responsável pela construção da Ponte da Arrábida,no Porto. O Panteão acabou por ser inaugurado em Agosto de 1966 e homenageia algumas das mais importantes personalidades da história e cultura portuguesa de todos os tempos, os Presidentes Manuel de Arriaga, Teófilo Braga, Sidónio Pais e Óscar Carmona, os escritores Almeida Garrett, Aquilino Ribeiro, Guerra Junqueiro e João de Deus, a artista Amália Rodrigues e o marechal Humberto Delgado.

Museu Colecção Berardo
Quando não podemos ir até aos sítios fisicamente, podemos ir de forma virtual. Por isso falamos dos museus e monumentos nacionais que têm tanto para oferecer.
O Museu Coleção Berardo apresenta os movimentos artísticos mais significativos do século XX até à actualidade. Neste museu é possível encontrar obras de artistas dos mais diversos contextos culturais e variadas expressões que construíram a história da arte do último século. 

Museu Nacional do Azulejo
O Museu Nacional do Azulejo está alojado no antigo Convento da Madre de Deus fundado em 1509 pela rainha Leonor. A sua colecção apresenta a história dos azulejos em Portugal, a partir da segunda metade do século XV e prova que o azulejo continua a ser uma expressão viva e identitária da cultura portuguesa.
Museu Nacional do Traje
O Museu Nacional do Traje foi criado em 1976 e reúne uma coleção de indumentária histórica e acessórios de traje, desde o séc. XVIII à actualidade, apresentados ao público através da exposição permanente e das exposições temporárias. O Museu do Traje está instalado no Palácio Angeja-Palmela e tem mesmo ao seu lado o Parque Botânico do Monteiro-mor, fica no Lumiar.

Museu de São Roque
O Museu de São Roque abriu ao público pela primeira vez em 1905, ao lado da Igreja de São Roque no Chiado, fundada na segunda metade do século XVI, foi a primeira a fazer parte da Companhia de Jesus no nosso país. O seu interior mostra uma grande e rica variedade de obras de arte como azulejos, pinturas, esculturas, mármores incrustados, talha dourada, relicários – todos pertencentes à Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. 

Museu Nacional de Arqueologia
O Museu Nacional de Arqueologia foi fundado em 1893 pelo Doutor José Leite de Vasconcelos, o seu acervo, alojado no Mosteiro dos Jerónimos, reúne as suas colecções iniciais, bem como as de Estácio da Veiga. A estas somaram-se muitas outras, casos das colecções de arqueologia da antiga Casa Real Portuguesa, ou das colecções de arqueologia do antigo Museu de Belas Artes. 

Museu Nacional da Música
De nome completo Museu Nacional da Música, abriu ao público em 1994 na estação de metro do Alto dos Moinhos. É onde acontecem recitais, conferências, visitas educativas ou exposições temporárias que dão a conhecer o património musicológico, fonográfico e organológico português, num dos mais ricos acervos instrumentais da Europa. Está prevista a sua mudança para o Palácio Nacional de Mafra.
 
Torre de Belém
Considerado um dos monumentos mais expressivos da cidade de Lisboa, a Torre de Belém começou por ser uma estrutura de defesa da barra do Tejo e é, actualmente, um ícone da arquitectura do reinado de D. Manuel I. Classificada em 1983, como Património Mundial pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), foi eleita em 2007, uma das Sete Maravilhas de Portugal. 

Palácio Nacional de Queluz
Localizado entre Lisboa e Sintra, o Palácio Nacional de Queluz é um dos exemplos mais notáveis da arquitetura rococó e neoclássica da segunda metade do século XVIII em Portugal. Mandado construir em 1747 pelo futuro D. Pedro III, casado com a rainha D. Maria I, foi inicialmente concebido como residência de verão, tornando-se espaço privilegiado de lazer e entretenimento da família real, que o habitou em permanência de 1794 até à partida para o Brasil, em 1807, na sequência das invasões francesas.

Convento de Cristo
Convento de Cristo é o nome pelo qual é geralmente conhecido o conjunto monumental constituído pelo Castelo Templário de Tomar, o convento da Ordem de Cristo da época do Renascimento, a cerca conventual, hoje conhecida por Mata dos Sete Montes, a Ermida da Imaculada Conceição e o aqueduto conventual, também conhecido por Aqueduto dos Pegões. 
Na visita online pode ver a exposição virtual que conta a história dos sete séculos da construção do Convento.

Mosteiro da Batalha
O Mosteiro da Batalha é o mais importante edifício gótico português, destacando-se consideravelmente também a nível ibérico e europeu. É ainda o berço da arquitetura manuelina. O mosteiro foi primeiramente classificado como Monumento Nacional em 1907 e em 1910, e como Património Mundial da Humanidade, pela UNESCO, em 1983. Tem disponiveis 3 exposições virtuais.

Mosteiro de Alcobaça
O Mosteiro de Alcobaça é a primeira obra plenamente gótica erguida em solo português. Para além de ter sido classificado como Património da humanidade pela UNESCO e como Monumento Nacional, o Mosteiro de Alcobaça é também considerado umas das 7 maravilhas de Portugal. Apresenta um estilo Gótico, Manuelino, Maneirismo e  Barroco. Este mosteiro tem 21 divisões, desde a sala dos monges, biblioteca, panteão real e muito mais. Veja a exposição "Até que a morte nos separe" que conta a lendária hisória de amor de Inês de Castro e D. Pedro I.

Museu Calouste Gulbenkian
Considerado um dos melhores museus de Portugal, o Museu Calouste Gulbenkian, através das suas duas coleções, transporta-o desde o Antigo Egito até aos dias de hoje. A Coleção do Fundador e a Coleção Moderna têm apresentações distintas, mas comunicam entre si através de exposições temporárias e de projetos artísticos. A sua programação estabelece diálogos através do tempo, entre diferentes formas de arte e objetos, e entre Oriente e Ocidente.
A Coleção do Fundador, reunida em vida por Calouste Sarkis Gulbenkian, é considerada uma das melhores coleções particulares de arte do mundo, acolhendo mais de seis mil obras, da Antiguidade ao início do século XX. A Coleção Moderna, uma das mais completas coleções de arte moderna e contemporânea portuguesa, integra mais de dez mil obras, desde o final do século XIX até aos nossos dias.

NewsMuseum
Visitar o News Museum é fazer uma viagem pela história da comunicação social e pelos grandes acontecimentos que marcaram a humanidade nos últimos 100 anos. É guiada por Luís Paixão Martins, o próprio fundador deste museu que vai dando dicas para uma melhor experiência virtual.

Sugestões Culturais

Envie as suas sugestões culturais para o email: feedbacksmootfm@mcr.iol.pt ou preenchendo o formulário

Mais Destaques

Frequências
PortoZona CentroRibatejoLisboa
89.592.897.796.6 | 103.0
Onde Ouvir a Smooth FM
Linha Verde Trânsito Smooth FM