O VALOR DA AMIZADE!

Há ainda muito para dizer sobre a amizade. Porque é um assunto inesgotável já que cada amizade é única e irrepetível, tal e qual como acontece com cada ser humano. 


Um título que é uma frase batida, um cliché, um lugar-comum: o valor da amizade! Esta é afinal uma reflexão sobre um dos assuntos mais falados, pensados, discutidos e provavelmente vividos, da humanidade. “Nada mais há a acrescentar”, podia pensar-se. Mas não, há ainda muito para dizer sobre a amizade…porque é um assunto inesgotável já que cada amizade é única e irrepetível, tal e qual como acontece com cada ser humano. 

Observando as minhas amizades ao longo da vida, posso dizer que são mesmo únicas, especiais. Não concordo nada com aquelas ideias que encerram as coisas, como as ideias sobre a amizade…recuso concordar com o conceito de que um amigo é aquele que “isto-e-aquilo-e-mais- aquilo”. Não, um amigo não é nada disso. O que eu sei é o que são para mim a Rita, a Inês, a Catarina, o João, o Nuno, o Zé, a Matilde e a Ana…e outros, muitos outros. Não se encaixam em protótipos, não têm de corresponder ao que se escreve e se espera de um amigo, mas são o que são. E eu gosto deles assim. Uns estão muito próximos, outros mais longe; uns estavam lá naquele momento particularmente difícil, outros nem souberam que passei por aí; de uns quantos guardo a recordação de noites de copos e risos, enquanto de outros, mais sérios, tenho a agradecer terem-me ensinado a rezar. Até aqueles que me viraram as costas (porque sempre há histórias dessas na vida), marcaram a minha roda de amigos, e não posso deixar de lhe chamar «amigos» porque me acompanharam e ajudaram a escrever as linhas da minha história. Não gosto de ter a visão redutora de esperar sempre retorno na medida que quero, ambiciono ou preciso, como se a amizade fosse quantificável, mesurável e facilmente catalogável. Não! Os amigos também falham, não estão sempre lá e nem sempre acompanham os nossos desenlaces. E outras vezes estão ali inteiros, para nós e nós para eles, numa troca de vidas que nos faz tão bem. Pelo menos os meus são assim! 

E são eles todas as pessoas que passaram (ou estão) na minha vida, que eu permiti que entrassem no meu mundo, e eu no delas. Umas mais outras menos. Isso é amizade! Com mais ou menos intensidade. Com algumas alegrias, diversos cansaços, certas incompreensões, muitas cumplicidades, bastantes empatias e afinidades. Isso é amizade!
Pensando bem, tudo isso depende afinal de uma única coisa: do tamanho do meu coração! Quem cabe lá, que inspirações me traz, quanto tempo lá fica…afinal é para isso que servem os meus amigos, para preencher o meu coração.


 

Mais