20 julho 2021
17:44
Redação / Agência Lusa

Rua para as pessoas, sem automóveis, é inaugurada hoje em Faro

Município de Faro - Facebook
Inauguração da "Faro Living Street" tem início marcado para as 18h30.

A Câmara de Faro inaugura esta terça-feira uma intervenção realizada na Rua Caldas Xavier para torná-la numa zona verde e de convívio, sem trânsito automóvel, ao abrigo de um projeto financiado pelas autoridades ambientais alemãs.

A inauguração da "Faro Living Street" tem início marcado para as 18h30 e é também o resultado de uma "participação comunitária" através dos contributos de uma rede de ação e reflexão que conta com "50 membros, entre moradores da rua, agentes locais e funcionários do próprio município", adiantou a Câmara algarvia.

"Este grupo de pessoas tem vindo a realizar um trabalho conjunto com o objetivo de tornar a Rua Caldas Xavier num local acolhedor e funcional, ideal para conversar, conviver e relaxar, comer, jogar, estudar, trabalhar, ler, ou apenas descansar e respirar ar puro", precisou o município à agência Lusa.

Entre os objetivos estiveram também "reforçar a arborização e áreas verdes da rua, instalar equipamentos urbanos construídos com materiais reutilizáveis e eco friendly (amigos do ambiente), e criar zonas de estar e recreativas para o convívio de várias gerações".

A autarquia salientou a importância do projeto para "restituir o espaço público às pessoas, criando locais de convívio que até então eram ocupados pelo automóvel", com a materialização de uma candidatura à qual concorreram também outras Câmaras portuguesas.

"Este espaço, que até aqui era utilizado essencialmente para a circulação e estacionamento de automóveis, passará a ser um espaço de lazer que potencia a experimentação do espaço público, as relações de vizinhança e o sentimento de pertença", argumentou a Câmara algarvia.

O município elogiou o "compromisso" da comunidade local para alcançar o objetivo de "transformar a Rua Caldas Xavier num local mais habitável, mais bonito e sustentável", e manifestou o seu "orgulho" por estar a aplicar um modelo de participação com potencial para ser alargado a outras áreas do concelho.

Mais Notícias