23 julho 2021
17:00
Ana Bernardino

5 jardins no coração de Lisboa para (re)conhecer

EPA
Propostas para passear e relaxar no centro da capital.

São espaços verdes e perfeitos para um passeio ou para desfrutar da calma que se vive nestes jardins. Mesmo mantendo as devidas distâncias impostas pela pandemia, visite os jardins de Lisboa e delicie-se com as paisagens maravilhosas de cada um deles. 

1. Jardim do Torel

O Jardim do Torel tem como base a ideia de “jardim do amor”. Em cada um dos bancos pode ler-se poesia de nomes como Ary dos Santos, Fernando Pessoa ou o letrista João Monge (autor de “Os Loucos de Lisboa”). O lago artificial fica no patamar superior e ao centro a escultura feminina luminosa encanta quem visita o espaço. Pode aproveitar para fazer exercicio no ginásio ao ar livre ou, mais perto da relva, pode ler, descansar ou apreciar a vista num pequeno gazebo de ferro. É considerado um dos mais bonitos jardins de Lisboa com uma vista fabulosa sobre a cidade e sobre o rio Tejo. 

 

2. Jardim Caixa 

Jardim Caixa  fica junto à sede da Caixa Geral de Depósitos (CGD), na Avenida João XXI, em Lisboa. O novo jardim público da capital é um espaço verde e fresco, graças aos jatos de água que saem dos lagos artificiais. A circulação faz-se através de um caminho pedonal que liga a zona alta a nascente à zona baixa a poente, áreas ligadas por uma escada. Mas para que a toda a população possa aceder, sem obstáculos, à zona poente do jardim, foi criado mais um acesso a partir da João XXI.

 

3. Jardim do Campo Grande

O Jardim do Campo Grande  é uma das grandes atrações de Lisboa. Inspirado no estilo de Passeio Romântico, remonta ao séc. XIX, tendo-se realizado aqui as primeiras corridas de cavalos em 1816, existindo ainda hoje, nas proximidades do jardim, um hipódromo para concursos hípicos. Tem um lago artificial onde pode andar de barco a remos. E nem precisa de saber remar para embarcar, basta apanhar-lhe o jeito.

 

4. Jardim da Estrela 

O Jardim da Estrela foi construído ao estilo dos jardins ingleses, de inspiração romântica. Considerado "o" jardim da cidade, tem 4,6 hectares onde os patos e os pavões se misturam com os visitantes. Tem ainda um lago cheio de carpas e várias estátuas ornamentais que marcam o estilo do espaço. Um dos pontos centrais do jardim é o coreto de ferro forjado, construído em 1884, que no verão recebe concertos ao ar livre. 

 

5. Jardim Botânico de Lisboa 

O Jardim Botânico é um excelente local para uma sessão fotográfica em cenário tropical-urbano, um autêntico paraíso natural. Com mais de 140 anos de história, são cerca de quatro hectares de área verde, bem no coração de Lisboa. No total, o jardim alberga cerca de 1 500 espécies dos quatro cantos do mundo, muitas delas autênticas raridades.
 

Mais Notícias