Ouça a Smooth FM nas nossas Apps
25 agosto 2021
12:00
Redação

Bebé da capa de "Nevermind" processa os Nirvana por exploração sexual infantil

Capa Nevermind
Spencer Elden, que aparece na capa do disco de 1991, está a processar a banda, alegando que foi sexualmente explorado em criança.

Spencer Elden, hoje com 30 anos, é o bebé que aparece na capa do icónico disco que os Nirvana editaram em 1991 - é uma das capas mais famosas da história da música. Agora, 30 anos depois do lançamento de "Nevermind", o protagonista da capa quer processar a banda de Seattle, alegando que foi sexualmente explorado.    

Elden diz que os pais nunca assinaram qualquer documento que autorizasse o uso da imagem na capa do disco e alega que a utilização da imagem é pornografia infantil. 

Segundo avança hoje o The Guardian, a queixa deu entrada num tribunal da Califórnia, Estados Unidos. Spencer Elden, que tinha quatro meses na altura, alega que, ao longo da vida, tem sofrido danos emocionais por ter aparecido nu na capa do disco.
 
Robert Y. Lewis, o advogado de Elden, acrescenta que a inclusão da nota na imagem faz parecer que o bebé é um "trabalhador sexual". O queixoso pede uma indemnização de, pelo menos, 150 mil dólares (130 mil euros) e quer ver o caso em tribunal.

Em 2016, Elden participou numa recriação da capa feita pelo New York Post para a celebração dos 25 anos do álbum, o que já tinha acontecido para um artigo da Rolling Stone, quando Spencer tinha 10 anos, e na celebração do 20º aniversário do disco.

Quando participou na recriação da capa em 2016, Elden disse: "é porreiro mas, ao mesmo tempo, é estranho fazer parte de algo tão importante que nem me lembro. Ainda por essa altura, Spencer acrescentou numa entrevista: "Recentemente, estive a pensar. E se não estiver bem por mostrar o meu pénis a toda a gente? Não tive escolha".

Até ao momento, ainda não houve qualquer reação por parte dos elementos sobreviventes dos Nirvana.
 

 

Mais Notícias