25 novembro 2021
08:03
Agência Lusa

França reúne governo depois de naufrágio no Canal da Mancha

ASSOCIATED PRESS (AP)
Naufrágio ocorrido ontem provocou várias dezenas de mortes de migrantes ilegais.

O primeiro-ministro francês, Jean Castex, convocou para hoje uma reunião interministerial dedicada às travessias ilegais de migrantes no Canal da Mancha, que liga França ao Reino Unido, após um naufrágio ocorrido na quarta-feira que provocou várias dezenas de mortos.

Tratou-se do naufrágio mais mortífero desde o aumento em 2018 das travessias irregulares do Canal da Mancha, face ao crescente bloqueio do porto de Calais (norte de França) e do túnel da Mancha até então usados por migrantes que tentavam chegar ao território britânico.

Na reunião convocada por Jean Castex vão estar os ministros das pastas do Interior (Gérald Darmanin), da Justiça (Éric Dupond-Moretti), das Forças Armadas (Florence Parly), do Mar (Annick Girardin), dos Transportes (Jean-Baptiste Djebbari), dos Negócios Estrangeiros (Jean -Yves Le Drian) e Secretário de Estado dos Assuntos Europeus (Clément Beaune).
 

Mais Notícias