01 dezembro 2021
12:53
Redação / Agência Lusa

Covid-19: Vacinas para crianças chegam à UE a 13 de dezembro

Fehim Demir | EPA
A vacina da Pfizer foi a primeira a ser aprovada na União Europeia para crianças dos 5 aos 11 anos.

As vacinas anticovid-19 para crianças dos 5 aos 11 anos, do consórcio farmacêutico BioNTech/Pfizer, chegam à União Europeia (UE) em 13 de dezembro, anunciou hoje a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen. "Falei com a BioNTech/Pfizer sobre as vacinas para crianças e, desde ontem [terça-feira], há boas notícias: eles são capazes de acelerar e isto quer dizer que as vacinas para crianças estarão disponíveis a partir de 13 de dezembro", declarou a responsável, falando em conferência de imprensa, em Bruxelas.

O regulador europeu -- a Agência Europeia de Medicamentos (EMA) -- recomendou, na semana passada, a administração da vacina contra a covid-19 da Pfizer/BioNTech a crianças desta faixa etária a que se seguiu o anúncio da Comissão Europeia de compra de doses. Esta é a primeira vacina aprovada na UE para crianças dos 5 aos 11 anos, numa altura em que se verificam aumentos de casos nestas idades e quando os Estados Unidos já a administram.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde deverá emitir uma recomendação esta semana, após receber um parecer da comissão técnica de vacinação. Relativamente à vacinação das crianças, a Sociedade Portuguesa de Pediatria considerou, na semana passada, que as vacinas contra a covid-19 são seguras no grupo etário dos 5 aos 11 anos, mas defendeu que a decisão de vacinar deve ter em conta outros dados, como a prevalência da infeção nas crianças.

Já na passada quinta-feira, o primeiro-ministro disse que caso a inoculação venha a ter o aval da comissão técnica de vacinação, as vacinas chegam a Portugal a partir de 20 de dezembro. António Costa adiantou que o Governo já tem o fornecimento de vacinas pediátricas contratualizado com a farmacêutica Pfizer e que garante a cobertura das mais de 600 mil crianças nesta faixa etária.

 

 

Mais Notícias