Ouça a Smooth FM em qualquer lado.
Faça o download da App.
11 janeiro 2022
08:34
Agência Lusa

Comissão Europeia lamenta morte de Sassoli

EPA
"Entristece-me profundamente a morte de um grande europeu e italiano", escreveu von der Leyen no Twitter.

A presidente da Comissão Europeia lamentou a morte do líder do Parlamento Europeu, David Sassoli, esta madrugada, aos 65 anos, após mais de duas semanas hospitalizado em Itália.

"Entristece-me profundamente a morte de um grande europeu e italiano", escreveu Ursula von der Leyen na sua conta na rede social Twitter.

"David Sassoli era um jornalista apaixonado, um extraordinário presidente do Parlamento Europeu e, sobretudo, um querido amigo. Os meus pensamentos estão com a sua família. Descansa em paz, caro David", acrescentou.

O presidente do Parlamento Europeu morreu hoje aos 65 anos de idade, após mais de duas semanas num hospital em Itália, devido a uma disfunção do seu sistema imunitário.

Sassoli contraiu uma pneumonia em setembro de 2021, que o obrigou a receber tratamento hospitalar em Estrasburgo, França, e, embora tenha recebido alta hospitalar uma semana depois, prosseguiu a recuperação em Itália e esteve mais de dois meses ausente das sessões plenárias do Parlamento, regressando no final do ano.

Na próxima semana, na primeira sessão plenária do ano, o Parlamento Europeu deverá precisamente eleger um presidente da assembleia, algo que já estava previsto a meio da atual legislatura, e não relacionado com o estado de saúde de Sassoli.

A maltesa Roberta Metsola, do Partido Popular Europeu (PEE), é a favorita para suceder ao dirigente socialista italiano, que assumiu o cargo no verão de 2019.


 

Mais Notícias