17 janeiro 2022
14:15
Agência Lusa

Seguradoras aceleram pagamento dos danos por choque em cadeia na A4

Acidente ocorreu a 29 de dezembro na zona de Penafiel e envolveu 17 viaturas.

Seguradoras do ramo automóvel vão simplificar e acelerar os pagamentos devidos pelo acidente de 29 de dezembro na Autoestrada 4 (A4), zona de Penafiel, que envolveu 17 viaturas, matando uma pessoa e ferindo pelo menos 30, foi anunciado esta segunda-feira.

Para a aplicação de regras excecionais e simplificadas na avaliação do acidente, a Associação Portuguesa de Seguradores (APS) acionou o “Protocolo para Regularização de Choques em Cadeia”.

“Ao abrigo do acordo, as seguradoras abdicam do processo de apuramento de responsabilidades, ultrapassando um exercício que é especialmente complexo em circunstâncias como as envolveram este acidente e acelerando, significativamente, o ressarcimento das vítimas”, explica a APS, em comunicado.

Para agilizar o processo, acrescenta a associação, “cada seguradora regularizará os danos relativos aos veículos que ela própria segura e aos respetivos ocupantes, sendo os custos globais do sinistro repartidos depois por todas as seguradoras em função dos veículos envolvidos que seguram”.

Um choque em cadeia ocorreu ao princípio da noite do antepenúltimo dia de 2021, no sentido Amarante-Porto da A4, quilómetro 38, perto de Penafiel, no distrito do Porto.

Dezassete viaturas estiveram envolvidas no sinistro, de que resultou um morto e cerca de três dezenas de feridos.

A circulação na via esteve cortada várias horas.