Ouça a Smooth FM nas nossas Apps
17 maio 2022
16:56
Redação

Eric Clapton adia concertos na Europa depois de testar positivo à Covid-19

Eric Clapton no Crossroads Guitar Festival 2013, no Madison Square Garden, Nova Iorque. Charles Sykes/Invision/Associated Press
O músico tem tido uma voz crítica em relação às restrições implementadas para evitar os contágios e queixou-se dos efeitos da vacina AstraZeneca.

Eric Clapton, que está em digressão pela Europa, teve de adiar os próximos concertos depois de ter testado positivo à Covid-19. O famoso guitarrista britânico chegou a atuar no Royal Albert Hall, em Londres, mas teve de reagendar os espetáculos de Zurique, na Suíça, e de Milão, Itália. A informação foi avançada através de um comunicado que foi publicado no site oficial e nas redes sociais do músico.

"Infelizmente, o Eric Clapton está infetado com Covid. Testou positivo pouco tempo depois do segundo concerto no Royal Albert Hall", começa por dizer a nota. "Foi-lhe dito que viajar e dar concertos podia prejudicar a sua recuperação total. O Eric também está ansioso com a possibilidade de contagiar alguém da banda, da equipa ou os fãs", continua o comunicado. 

"É um pouco frustrante que, depois de ter conseguido evitar o contágio da Covid durante os confinamentos e quando havia restrições de viagens, o Eric tenha ficado infetado agora. Esperamos que recupere rápido e que possa voltar em breve aos palcos". 



Eric Clapton tem tido uma voz crítica em relação às restrições que foram implementadas para evitar os contágios e questionou aquilo a que chamou de "propaganda" da vacinação. Em novembro de 2020, o músico juntou-se a Van Morrison no tema 'Stand and Deliver', que revertia a favor do Lockdown Financial Hardship Fund, fundo criado para apoiar músicos seriamente afetados pela paragem da música ao vivo, na sequência do confinamento.

Em julho de 2021, Eric Clapton enviou uma nota à comunicação social para declarar que se recusava a tocar em qualquer sala ou espaço que exigisse o certificado da vacinação. Ainda assim, o músico também disse publicamente que foi vacinado contra a doença, apesar de ter tecido críticas à toma da vacina.

Mais Notícias