Ouça a Smooth FM nas nossas Apps
31 maio 2022
16:51
Redação / Agência Lusa

Maiores de 16 anos vão poder utilizar bicicletas GIRA em Lisboa

site: gira-bicicletasdelisboa.pt
Medida entra em vigor a parir de amanhã, quarta-feira.

A rede de bicicletas partilhadas GIRA, na cidade de Lisboa, vai permitir utilizadores maiores de 16 anos a partir de quarta-feira, quando antes só estava disponível para maiores de 18 anos, devido ao seguro de acidentes, anunciou hoje a Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa (EMEL) em comunicado.

A redução da idade mínima para utilizar as bicicletas partilhadas surge após alteração dos Termos e Condições da GIRA, que "vem estender o seguro de acidentes pessoais e de seguro de responsabilidade civil aos clientes do serviço GIRA maiores de 16 anos, à semelhança do que já é permitido pelo Código da Estrada para a condução de motociclos até 125cc", referiu a EMEL.

Até agora, os menores de idade que têm utilizado as bicicletas GIRA fazem-no indevidamente, por não estarem abrangidos pelos seguros em caso de acidente, mas a partir de quarta-feira os maiores de 16 anos passam a estar incluídos.

Considerando que o alargamento da idade permitida para utilizar as bicicletas partilhadas é um "novo marco" na história da GIRA, a empresa indicou que o mesmo acontece na semana em que se assinala o Dia Mundial da Bicicleta, na sexta-feira, 03 de junho, estando prevista a celebração destes dois momentos ao longo desta semana, com uma série de iniciativas nas redes sociais da EMEL, dirigidas aos atuais e futuros clientes.

Desde a entrada em circulação em setembro de 2017, as bicicletas partilhadas GIRA "já rolaram mais de 12 milhões de quilómetros, em mais de seis milhões de viagens realizadas na cidade de Lisboa", revelou a EMEL, acrescentando que em maio deste ano "bateu mais um recorde, ao ultrapassar as 12 mil viagens diárias".

Atualmente, a rede GIRA dispõe de 123 estações, que representam mais de 2.000 docas, e uma frota de 1.600 bicicletas, segundo a empresa municipal, que acrescenta que este serviço público de partilha de bicicletas "continua a crescer e a afirmar-se como um meio de transporte sustentável" na cidade de Lisboa.

Mais Notícias