Ouça a Smooth FM em qualquer lado.
Faça o download da App.
30 julho 2022
07:10
Redação / Agência Lusa

Festival aéreo "Red Burros Fly In" regressa este sábado

Francisco Pinto
São 100 aeronaves com pilotos de vários países a sobrevoar Mogadouro.

O Festival aéreo "Red Burros Fly In" regressa hoje aos céus de Mogadouro, num novo formato, com a presença de 100 aeronaves, depois de dois anos interregno devido à covid-19, com epicentro na zona histórica da vila, com hora marcada para as 14:00.

“Em anos anteriores, o festival decorria na sua totalidade no Aeródromo Municipal de Mogadouro (AMM). Contudo, na edição deste ano o evento será repartido pelo AMM, onde será possível observar uma exposição que contará com uma centena de vários modelos de aviões, ficando a zona do castelo reservada às acrobacias aéreas”, explicou António Pimentel.

De acordo com o autarca daquele município do distrito de Bragança, o “Red Burros Fly In”, é já um festival de dimensão internacional, contando com a presença de vários pilotos estrangeiros, sobretudo espanhóis, para um total de inscrições de 108 aviadores.

Do programa consta o lançamento de paraquedistas (Falcões Negros do Exército). Durante o festival está prevista a passagem de uma patrulha de aviões F-16 da Força Aérea Portuguesa (FAP).

Já no que respeita às acrobacias aéreas, as mesmas estarão a cargo de pilotos como Luís Garção, no seu Pitts S2B, e José Lickfold de Oliveira, da LickAir.

A acrobacia de formação tem presença assegurada com os YakStar, onde três aeronaves executaram manobras a mais de 300 quilómetros/hora.

Outra das presenças aguardadas é a Patrulha Fantasma, a única na Península Ibérica a executar manobras com aeronaves “com motores de características dissimilares”.

A organização deste festival, que vai já na sua 11.ª edição, promete ainda a presença da “acrobacia clássica”, com um North American T-6, avião que fez história ao serviço da FAP.

Outras das novidades introduzidas na edição de 2022 do “Red Burros Fly In” é a possibilidade de realizar “ voos de descoberta”, uma experiência de exploração aérea para a divulgação e conhecimento do território.

Segundo o presidente da Câmara de Mogadouro, António Pimentel, "este festival é também uma forma de dinamização cultural e de demonstração técnica, sendo também uma oportunidade económica e comercial para os agentes turísticos no território, nomeadamente para a hotelaria e restauração".

"O ‘Red Burros’ é, assim, uma manifestação da nossa identidade e da nossa capacidade de acompanhar o ritmo do mundo atual”, frisou o autarca social-democrata.

 Todo evento será supervisionado e autorizado pela Autoridade Nacional de Aviação Civil (ANAC), GNR e Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).

Mais Notícias