Ouça a Smooth FM em qualquer lado.
Faça o download da App.
21 setembro 2022
16:07
Redação

Crianças vão aprender a andar de bicicleta na escola

Pixabay
259 escolas vão receber já este ano bicicletas para que estudantes do 2º ciclo aprendam a pedalar em segurança.

O seu filho ou filhos não sabem andar de bicicleta? A partir deste ano letivo, 259 escolas públicas vão receber bicicletas e capacetes para que todas as crianças do 2º ciclo saibam pedalar em segurança, de acordo com informação do Ministério da Educação (ME).

O projeto "Desporto Escolar sobre rodas", numa iniciativa conjunta do Instituto Português do Desporto e Juventude, I.P., e do Ministério da Educação, através da Direção-Geral da Educação, pretende chegar a todas as escolas públicas com 2º ciclo (5º e 6ª ano) do ensino básico até 2024.

De acordo com o ME, 269 escolas começam a receber dois kits de material velocipédico (3 bicicletas roda 16"; 3 bicicletas roda 20"; 3 bicicletas roda 24"; 1 bicicleta roda 26" e 10 capacetes).

Para além de aprenderem a andar de bicicleta, os estudantes vão ter também educação rodoviária e educação para a cidadania e as aulas vão ser dadas por professores qualificados. “O Ministério da Educação tem vindo a criar, de forma transversal, as condições de suporte para o projeto «DE sobre rodas» ser desenvolvido dentro das escolas, por professores qualificados, num trabalho regular e semanal, com um modelo pedagógico de âmbito nacional, alicerçado num manual de apoio ao professor e ao técnico qualificado”, assegura a tutela.

Este projeto só avançou agora mas surgiu ainda em 2019, antes da pandemia, “para dar resposta aos contributos do desporto e da educação para a Estratégia Nacional para a Mobilidade Ativa Ciclável 2020-2030 (ENMAC)”.

“Esta estratégia assenta na urgente necessidade de mudança de comportamentos da população escolar para a mobilidade sustentável e responsável, nomeadamente, garantindo que todas as crianças possam, na sua escola, aprender a pedalar em segurança, potenciando esta forma de mobilidade ativa e suave, bem como promovendo uma cidadania rodoviária no uso partilhado e responsável do espaço público”, refere o comunicado do Ministério da Educação.

Mais Notícias