AUTOR

Redação / Agência Lusa

Santa Maria: 137 mulheres abortaram no privado por fecho de consulta

today 14 de fevereiro de 2018

O hospital de Santa Maria enviou 137 mulheres para realizarem interrupção voluntária de gravidez numa clínica privada, durante o período em que a consulta esteve encerrada, no início do ano, por falta de profissionais de enfermagem.

 A primeira consulta de interrupção voluntária de gravidez (IVG) no maior hospital do país esteve encerrada no início do ano, por falta de enfermeiros especialistas, tendo sido retomada no dia 1 de fevereiro.

O presidente da administração do Centro Hospitalar de Lisboa Norte (CHLN), onde está integrado o Santa Maria, está hoje a ser ouvido no parlamento sobre o encerramento desta consulta, a pedido do PCP.

Carlos Martins explicou aos deputados que 137 utentes foram enviadas para realizar interrupção da gravidez no privado, e por escolha da mulher, durante o período de encerramento da consulta. Daquelas 137 utentes, 127 utentes abortaram através de método cirúrgico e apenas 10 fizeram-no por método medicamentoso.

A falta de enfermeiros de saúde materna e obstetrícia resultou num movimento nacional desses enfermeiros especializados, que no verão passado, durante largas semanas, deixaram de cumprir funções de especialista por não serem pagos para o efeito.

Mais Notícias

Onde Ouvir a Smooth FM
Linha Verde Trânsito Smooth FM