01 junho, 2021
0 mins
Poema do Dia

Agostinho da Silva

Ser diferente

A única salvação do que é diferente é ser diferente até o fim,

com todo o valor, todo o vigor e toda a rija impassibilidade;

tomar as atitudes que ninguém toma e usar os meios de que ninguém usa;

não ceder a pressões, nem aos afagos, nem às ternuras, nem aos rancores;

ser ele; não quebrar as leis eternas, as não-escritas,

ante a lei passageira ou os caprichos do momento; no fim de todas as batalhas

— batalhas para os outros, não para ele, que as percebe —

há-de provocar o respeito e dominar as lembranças;

teve a coragem de ser cão entre as ovelhas; nunca baliu;

e elas um dia hão-de reconhecer que foi ele o mais forte

e as soube em qualquer tempo defender dos ataques dos lobos.