15 novembro, 2021
Álbum da Semana

Gregory Porter - Still Rising

Uma coletânea de preciosidades musicais com 34 canções no total.

Gostava de cantar em pequeno e até cantava bem, mas nunca pensou fazer disso carreira. Até recebeu uma bolsa de estudo como jogador de futebol, mas uma lesão no ombro durante o primeiro ano de escola interrompeu a sua carreira como atleta. E em 2010, aos 30 anos,  Gregory Porter  lançou “Water”, o primeiro álbum que mudou a sua vida.
Hoje, com 50 anos, lançou Still Rising, uma coletânea de preciosidades musicais. O primeiro disco inclui cinco novos temas, dois novos arranjos e nove das canções favoritas de Porter. O segundo disco inclui versões e duetos incríveis, entre eles canções com Moby, Jamie Cullum, Jeff Goldblum, Renée Fleming, Dianne Reeves, Lalah Hathaway, Laura Mvula, Lizz Wrigh, entre outros.
Porter diz sobre a coletânea: “Esta é a minha música até agora, mas não é um ‘Greatest Hits’. Muitas vezes estas coletâneas surgem no final da carreira, mas eu ainda me sinto novo e jovem no meu percurso. Tenho muito mais a dizer. Existe sempre algo na carreira de um artista que as pessoas não sabem. Quis, por isso, chamar a atenção este facto. O título deste disco é uma referência ao meu último álbum, ‘All Rise’, porque estou a reiterar algo evidente na minha música e nas novas canções aqui presentes - o otimismo sobre a vida e o amor. É uma história inacabada para mim, tanto musicalmente quanto pessoalmente. E ainda estou a aprender. Still rising.”

Ao longo da última década, Gregory Porter conquistou o mundo ao levar o jazz contemporâneo para as massas. Conquistou vários prémios e reconhecimentos, incluindo dois Grammy Awards na categoria de Melhor Álbum Jazz Vocal. Tem ainda participado nos programas televisivos de Graham Norton, Jools Holland ou no “Strictly Come Dancing” e foi a primeira celebridade a cantar no “CBeebies Bedtime Stories”!

Em 2019, o cantor lançou o seu próprio podcast, The Hang, que conta com duas séries muito bem-sucedidas e contaram com vários convidados célebres. No início deste ano, Porter lançou The PorterHouse with Gregory Porter Presented by Citi, uma série de cozinha de seis episódios na qual o cantor partilha receitas inspiradas pela sua comunidade local, experiências culinárias em digressão e as tradições culinárias da sua própria família.

Porter já atuou várias vezes para a Rainha de Inglaterra, tendo interpretado “Amazing Grace” no Royal Albert Hall, além de ter atuado nas celebrações do 70.º aniversário do fim da 2.ª Guerra Mundial no icónico palco Pyramid em Glastonbury. Um fenómeno global, Porter esgota constantemente salas em todo o mundo. Após uma longa pausa devido à pandemia de covid-19, Gregory Porter está de volta aos palcos, no Reino Unido.
 

 

 

CD 1
1.    Hey Laura
2.    Liquid Spirit
3.    Revival
4.    Illusion
5.    1960 What?
6.    L.O.V.E
7.    Holding On
8.    Concorde
9.    If Love Is Overated
10.    I Will - New song (IG2)
11.    Real Good Hands - New arrangement
12.    My Babe - New song
13.    Bad Girl Love - New song
14.    No Love Dying - New arrangement
15.    Why Does My Heart Feel So Bad? - Moby Cover song
16.    Dry Bone - New song (IG1)
17.    Love Runs Deeper - New Disney song (FT)
18.    It’s Probably Me – Sting Cover song
CD 2
1.    Natural Blues (with Moby & Amythyst Kiah)
2.    Don’t Let Me Be Misunderstood (with Jamie Cullum)
3.    Raining in My Heart (with Buddy Holly)
4.    People Will Say We’re in Love (with Ella Fitzgerald)
5.    GrandMas’ Hands (with Ben L’Oncle Soul)
6.    Christmas Prayer (with Paloma Faith)
7.    Insanity (with Lalah Hathaway)
8.    Make Someone Happy (with Jeff Goldblum)
9.    Fly Me To The Moon (with Julie London)
10.    Satiated (with Dianne Reeves)
11.    Have Yourself a Merry Little Christmas (with Renée Fleming)
12.    The Girl From Ipanema (with Nat King Cole)
13.    Water Under Bridges (with Laura Mvula)
14.    Right Where you are (with Lizz Wright)
15.    Heart and Soul - (with Yo-Yo Ma & The Silkroad Ensemble ,Lisa Fischer)
16.    Making Love (with Trijntje Oosterhuis)