28 junho, 2021
Álbum da Semana

Se Deus Quiser

Composto por quatro temas autobiográficos que percorrem imagens recorrentes de vida, memória e caminho, representa o regresso às origens de Pedro Brito,

Pedro Brito, nome incontornável do cancioneiro português, autor de muitos dos temas que os portugueses tão bem conhecem, lançou o seu mais recente trabalho de originais, o EP “Se Deus Quiser”.  
O novo EP de Pedro Brito é um projeto instrumental de sua autoria, interpretado por uma nova geração de músicos, João Rato na Viola e Piano, Nuno Oliveira no Contrabaixo e Diogo Duque no Flugel, Trompete e Flauta Transversal, com produção de Pedro Vaz. 
Composto por quatro temas autobiográficos que percorrem imagens recorrentes de vida, memória e caminho, numa expressão partilhada sem heterónimo. Representa o regresso às origens de Pedro Brito, aos anos sessenta, à Bossa Nova, ao Jobim, João Gilberto, passando pela Pop britânica, e a toda a influência permanente da música Jazz, incluindo a geração atual de músicos portugueses. 
Pedro parte em procura de encontrar uma linguagem mais transversal ao património cultural, geográfico e histórico português. Gravado entre julho e setembro de 2020, a partir da casa e estúdios de cada um dos músicos, escolhidos pela sua capacidade de interpretação e improvisação pessoal de cada tema, sem nunca perder o conceito original de harmonia. “Se Deus Quiser” é o regresso, o novo princípio de Pedro Brito, depois de um longo período de confinamento, físico, nunca criativo.

SE DEUS QUISER:  
LADO A
01. SE DEUS QUISER (Música de Pedro Brito, Arranjos de Pedro Vaz)
 02. EUGÉNIA (Música de Pedro Brito, Arranjos de Pedro Vaz)
 LADO B
01. JUST IN TIME (Música de Pedro Brito, Arranjos de Pedro Vaz)
02. DIZ-ME (Música de Pedro Brito e Tozé Brito, Arranjos de Pedro Vaz)