02 dezembro 2021
14:51
Redação

Merkel escolhe música de lenda punk para a parada militar de despedida

EPA/RONALD WITTEK
Canção de Nina Hagen será interpretada por uma banda militar no Großer Zapfenstreich.

Para a parada miliar de despedida dos comandos executivos do Estado alemão, a Großer Zapfenstreich, a Chanceler Angela Merkel escolheu como uma das três músicas a ser tocada pela banda militar a canção de Nina Hagen, 'Du hast den Farbfilm vergessen' (que significa qualquer coisa como "já não te lembras o que é um rolo a cores").

A canção de 1974 foi um fenómeno comercial e social na antiga República Democrática Alemã, com uma mensagem política que escapou à censura do regime comunista vigente. 'Du hast den Farbfilm vergessen' é sobre a irritação de uma mulher encarnada por Nina Hagen com o seu namorado Michael (ou Micha) que só pode fotografar um evento numa ilha do mar Báltico com um rolo a preto-e-branco. A população da Alemanha de Leste compreendeu o que se pretendia dizer com a letra da canção, sobretudo com a interpretação mais teatralizada de Nina Hagen. Uma das pessoas que terá percebido a mensagem da canção a meio dos anos 70 foi Angela Merkel, também ela uma ex-cidadã da República Democrática Alemã (vulgo RDA).

 

As outras duas músicas que Merkel escolheu para serem tocadas na grande parada militar germânica são 'Für mich soll's rote Rosen regnen (de 1968), interpretada pela atriz Hildegard Knef (que chegou a estar conotada com o nazismo e que foi presa política da União Soviética, após a capitulação da Alemanha na II Guerra Mundial), e um tema erudito do padre do século XVIII, Ignaz Franz. 

 

Nina Hagen conseguiu emigrar para a vizinha República Federal Alemã em 1976, tendo a partir daí consolidado uma carreira internacional, com visibilidade no punk e na new wave. A cantora chegou a dar um concerto em Lisboa, no antigo pavilhão do Sporting Clube de Portugal (que seria demolido pouco tempo mais tarde, para as obras da estação de metro do Campo Grande), em 1984 - podem recordar neste link um apontamento da reportagem do canal público feita pelo jornalista João Filipe Barbosa. O espetáculo marcou a agenda musical ao vivo em Portugal e seria manchado por alguns desacatos por parte do público (entradas forçadas sem pagar bilhete, vidros partidos, etc).

O Großer Zapfenstreich é uma cerimónia militar noturna, iluminada por tochas.


 

Mais Notícias